Você tem valores? Descubra o que te move!5 min de leitura

Por Sandra Pereira

Para alcançar seus objetivos e construir o caminho para a realização dos seus sonhos ou mudar algo em sua vida, é importante ter visão, foco, perseverança, entusiasmo.

É muito comum ouvirmos ou lermos isso. Porque é verdade!

O que ouvimos ou lemos quase nada, tendo em vista a importância e potencial de transformação do tema, é o que se refere aos nossos valores e como eles nos ajudam nesse caminho.

Todos nós temos uma ideia geral sobre os nossos valores. E poucos são os que fazem uma reflexão profunda e consistente sobre o assunto.

Mas, afinal, o que são valores?

São as nossas diretrizes que nos motivam a agir ou deixar de agir. Eles são a base do conhecimento e da prática que construímos ao longo de nossas vidas.

São os valores que tornam a vida digna: eles definem princípios e propósitos valiosos e fins grandiosos. Afinal de contas, são eles que movem você, que fazem com que você mude, busque melhorar, tome decisões importantes e duradouras.

Valores são aquelas razões pelas quais você vive e até mesmo morre.

Parafraseando a cantora Ana Carolina, uma coachee minha explicou lindamente o conceito: “Coisas que são minhas. E que eu não abro mão.”.

Todos nós temos valores

Consciente ou inconscientemente, acabamos tomando nossas decisões baseados em nossos valores, e tomar consciência de quais são eles torna-se, então, muito importante. Assim, podemos agir de forma mais embasada e, até mesmo, definir metas mais realistas e sustentáveis.

Então, porque às vezes dizemos que uma determinada pessoa tem valores, como se isso fosse um dom ou uma conquista especial?

O que ocorre é que, embora todos os tenhamos, é comum que muitos de nós em algum momento de nossas vidas nos contentemos com uma situação, um trabalho ou um relacionamento que não esteja alinhado com esses valores, o que nos afasta da vivência e de tomar contato com o que é mais importante para nós.

Isso gera incoerência, inconsistência entre o que queremos e precisamos viver e o que estamos vivendo. Logo, passamos a nos sentir infelizes, vazios, o que reflete em nosso comportamento e é percebido pela maioria das pessoas com as quais nos relacionamos no dia a dia.

Quando nos referimos a alguém como sendo uma pessoa com valores, é porque reconhecemos nela a integridade de quem vive de forma coerente com suas diretrizes, com a sua verdade. Suas ações, suas decisões e seu estilo de vida estão alinhados com os seus principais valores.

Isso gera uma sensação de equilíbrio, coerência, serenidade, integridade, plenitude e sentido que se torna perceptível para todos.

Normalmente, é a este tipo de pessoa que se se aplica a expressão walk the talk… aquele que vive o que prega. E, por isso, se torna um exemplo para todos.

Refletir sobre os seus valores e tomar consciência deles, além de fortalecer seu autoconhecimento, possibilita que você valide suas decisões e suas escolhas, com mais segurança. Cada uma delas deve ser precedida de uma reflexão profunda sobre o quanto é válida e importante, ou seja, quanto aproxima você de viver os seus valores.

Quer viver uma vida com propósito e sentir-se pleno? Conheça os seus valores e caminhe para vivê-los cada vez mais intensamente.

Então, como identificar meus valores?

Existem várias formas! Muitas mesmo. E todas passam pela reflexão, pela auto-observação.

Seguem dois exercícios simples, que podem ser feitos já. A sugestão é os dois, na sequência em que são apresentados, pois eles se complementam.

Exercício 1 – O que te move?

Responda às seguintes perguntas (lembre-se que não existe certo ou errado: o importante é o que vale para você):

  • O que faria você mudar de trabalho, cidade ou país, independentemente de retorno financeiro?
  • O que te motivaria a fazer um trabalho voluntário em uma entidade ou organização sem fins lucrativos?
  • O que faria você sair da cama de madrugada para ajudar alguém?
  • O que faria você abrir mão do seu fim de semana?
  • O que te impediria de aceitar uma proposta de trabalho ou acordo financeiro extremamente vantajoso?

Anote suas respostas, procurando fazer uma lista, a mais enxuta possível, mas sem deixar nada de lado.

Exercício 2 – Tomada de decisão

  • Pense nas decisões mais importantes que você já tomou na sua vida. Faça uma lista ou uma linha do tempo, como achar melhor.
  • Em seguida, indique em cada uma das decisões qual o valor ou valores estavam presentes nesse momento de decisão, ou seja, o que levou você a tomar essa decisão, o que moveu você, fez com que você mudasse.
  • Observe o conjunto de decisões e valores:
    1. Existe algum padrão?
    2. Algum(uns) valor(es) se repete(m)?
    3. Algo mais chama sua atenção?

A partir desses dois exercícios, você tem uma boa base para sua lista de valores. Tenha-a sempre presente, aperfeiçoando-a, se necessário.

Lembre-se: seus valores são a sua bússola interna… são eles que fazem você abrir as asas e voar na direção certa.

*Sandra Pereira é coach, educadora, palestrante e escritora, parceira Fellipelli por sua certificação em MBTI Step I e II.

Tema: Autoconhecimento

Subtema: Reconhecer quais são os seus valores é a melhor forma de se alcançar uma vida plena e digna.

Objetivo: Autoconhecimento, Autodesenvolvimento, Coaching.


Veja também

eBook: Relacionamento e Conflito – MBTI® TKI™ e Firo™

Clique aqui

Reader Interactions

Comentários

    • Gisele Saad diz

      Hermes, obrigada por apreciar. É sempre pertinente, desde que seja na totalidade e mencionada a fonte, conforme colocado no rodapé de nossos posts.
      Equipe Fellipelli

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.