EQ-I 2.0® e MBTI® – Instrumentos de diagnóstico e o trabalho de Coaching4 min de leitura

Por Mônica Valente

Nas empresas mais modernas, a falta de motivação já é vista como a principal causa da baixa produtividade, inclusive mais do que a baixa competência – falta de conhecimentos técnicos e comportamentais. Sendo assim, o bem-estar e a autorrealização dos profissionais tornam-se, cada vez mais, um dos principais assuntos do mundo corporativo.

As organizações perceberam que as pessoas são mais competentes quando as suas habilidades, traços de personalidade e conhecimentos se harmonizam com a função que desempenham. Nas novas contratações, esta harmonia se dá nas funções que irão desempenhar.

Em alguns casos, há uma distância tão grande entre o que desperta paixão na pessoa e a sua atividade profissional que o resultado só pode ser insatisfação e baixo desempenho.

Isso faz com que surjam dúvidas em relação à sua própria motivação e, obviamente, é normal que isso ocorra. Porém, se essas dúvidas nos assombrarem todos os dias, pode ser um sinal de que algo não vai bem.

O uso combinado de instrumentos de diagnóstico, junto com o trabalho de Coaching, tem se mostrado um trabalho efetivo para o desenvolvimento profissional e motivacional.

Os instrumentos de diagnóstico, que funcionam como chaves que nos ajudam a abrir portas para o autoconhecimento e a transformação pessoal, podem nos levar a enxergar com profundidade as nossas próprias necessidades e motivações.

O uso dos instrumentos junto ao trabalho de Coaching potencializa e acelera este autoconhecimento, permitindo navegar por diferentes áreas, trazendo maior eficiência ao processo de autoconhecimento.

Combinar diversos instrumentos como Birkman® (motivações e necessidades), EQ-i 2.0 (Inteligência Emocional) e MBTI® (Tipos Psicológicos) possibilita a exploração das diferentes facetas do indivíduo, resultando em um olhar abrangente.

Vejamos como cada instrumento pode contribuir neste olhar.

O Birkman® tem como foco principal identificar e trabalhar a percepção de si e do outro. Entre os seus conceitos mais importantes está o de que as pessoas apresentam comportamentos distintos quando estão relaxadas e estressadas. Por trás dos comportamentos negativos, causados por estresse, estão necessidades não atendidas relacionadas a motivações e expectativas muito pessoais, invisíveis para quem está por perto. Se as pessoas são auxiliadas a identificar as suas motivações e necessidades, conseguirão entender porque agem da maneira que agem, e poderão avaliar e mudar a própria percepção, deixando de perseguir alvos imaginários.

Com o EQ-i 2.0, que trabalha o desenvolvimento da Inteligência Emocional, é possível aprimorar a capacidade de lidar com as nossas emoções e com as dos outros, o que se torna fundamental, especialmente quando as divergências provocam reações estressantes. A Inteligência Emocional permite que reconheçamos a forma como nos desenvolvemos e mantemos relações sociais; percebamos e expressemos ideias e comportamentos; lidemos com desafios; e usemos sentimentos de modo prático e significativo.

Já o MBTI® é um dos instrumentos mais aplicados para compreendermos os diferentes perfis psicológicos. Esta ferramenta nos ajuda a desvendar a forma como percebemos e julgamos as diversas situações. Com isso, passamos a compreender melhor como interagimos com o mundo e como somos vistos pelas outras pessoas.

O Coaching, que tem como objetivo auxiliar as pessoas a atingirem os seus objetivos definindo-os com maior clareza, por meio do uso combinado dos instrumentos de diagnóstico, faz com que elas passem de um ponto a outro da sua vida com maior segurança, tendo como grande aliado o autoconhecimento adquirido por meio destes.

Mônica Valente é psicóloga e atua como consultora na Fellipelli Instrumentos de Diagnóstico e Desenvolvimento Organizacional.

Além de ser representante exclusiva no Brasil de empresas como The Myers-Briggs Company, MHS, Center for Creative Leadership (CCL), NeuroLeadership Institute, Birkman, Kilmann, TMS e Adam Milo, e de desenvolver seus próprios instrumentos e soluções, a FELLIPELLI forma e qualifica profissionais mais competentes e engajados, aptos a identificar e atender às novas demandas do mercado atual.Fale com nossos especialistas e conheça nossos cursos/assessments exclusivos.

Tema: Coaching.

Subtema: O uso conjunto de instrumentos para potencializar o trabalho do Coach.

Objetivo: Autoconhecimento, Autodesenvolvimento, Coaching, Coaching nas Empresas, Desenvolvimento Organizacional, Relacionamento Interpessoal, Inteligência Emocional, Tipos Psicológicos.

Este conteúdo é de propriedade da Fellipelli Consultoria Organizacional. Sua reprodução; a criação e reprodução de obras derivadas – a transformação e a adequação da obra original a um novo contexto de uso; a distribuição de cópias ou gravações da obra, na íntegra ou derivada -, sendo sempre obrigatória a menção ao seu autor/criador original.

Leia também

COMO TREINAR INTELIGÊNCIA EMOCIONAL EM SEU TIME DE FUNCIONÁRIOS

Clique aqui

Reader Interactions

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.