Encontrando Forrester3 min de leitura

conhecimento-x-informacao

“Onde está o conhecimento, que perdemos com a informação?” T.S. Eliot

A utilização de vídeos em sala de aula pode ajudar infinitamente no aumento da compreensão dos tipos de comportamentos.

Ao assistir simultaneamente a mesma cena, os participantes se beneficiam de uma posição comum como audiência e mesmo que já tiverem assistido ao vídeo, desta vez, estarão pensando em exemplos ligados ao contexto do curso, workshop, etc.

Recomendamos sempre que o consultor assista ao vídeo completo e que escolha cenas que incluam comportamentos facilmente observáveis e que tenham aplicação direta com o aprendizado.

É importante escolher um ou dois personagens no máximo por filme para poder distinguir traços de personalidade. Também é importante considerar o tipo de público e a cultura da organização, para evitar qualquer cena que possa causar distorção de conteúdo que não seja o propósito da utilização do filme dentro do contexto.

Sinopse:

Neste filme o jovem Jamal Wallace protagonizado pelo ator Robert Brown, como escritor prodígio encontra um mentor em William Forrester, protagonizado por Sean Connery, quem representa um autor recluso e isolado do mundo.

O filme “Encontrando Forrester” nos apresenta um homem que escreveu um livro (romance) muito bom já faz algum tempo, e agora não escreve mais, ele se transformou numa pessoa reclusa em seu apartamento e com medo de sair para o mundo. William Forrester, que fica de olho cuidando da vizinhança no bairro do Bronx (NY) com binóculos pelas janelas do alto do seu apartamento, chama a atenção dos adolescentes negros que jogam basquete na quadra na rua, e a estória leva a um ponto crucial de mudança para a vida de Jamal Wallace.

Um relacionamento especial se desenvolve entre o excêntrico personagem do escritor e o jovem talentoso e atleta. Quando o autor descobre que o atleta também é um excelente escritor, secretamente o adota como seu “aprendiz”. Na medida em que o tempo passa, descobrem mais um do outro e finalmente com a ajuda de seu novo mentor, a estrela de basquete tem que fazer uma escolha do seu caminho.

Diretor: Gus Van Sant
Autor: Mike Rich
Atores principais: Sean Connery, Rob Brown, F. Murray Abraham
Duração: 136 minutos

Talvez a lição mais importante a enfatizar, quando utilizamos este filme em workshops, é que, algo melhor do que assistir a um filme em que um personagem ensina ao outro, é quando ambos aprendem um com outro como no caso de Jamal e Forrester! Isto se aplica nos relacionamentos Coach/Coachee, Mentor/Mentorado e deve ser aproveitado.

Forrester, o mentor intelectual do rapaz, na acepção de alguém que favorece ao outro a chance de descobrir seu próprio caminho rumo ao crescimento individual e profissional. O tempo todo, o escritor deixa claro como as informações a que temos acesso na contemporaneidade podem ou não gerar conhecimentos, da mesma forma que dados podem ou não produzir informação. Trata-se de decisão de cunho pessoal. Isto é, “a duras penas”, Jamal descobre a distinção entre informação e conhecimento. A informação pode atuar como formadora de estoque ou como agente modificador capaz de produzir conhecimento.

O filme é ideal para ver as práticas de coaching e mentoring, ambas estão entrelaçadas de uma forma sutil durante todo o filme.

Fontes:
IMDb
DVD disponível em amazon.com e livraria Cultura
TAKEUCHI, H.; NONAKA, I. Gestão do Conhecimento. Porto Alegre: Bookman, 2008.

Reader Interactions

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.