O uso do MBTI® para uma orientação inspiradora de transição de carreira5 min de leitura

Detonando os mitos da busca por emprego

Precisamos de Caçadores de Mitos no mercado de trabalho atual. O maior obstáculo ao encontrar um novo emprego, especialmente após uma demissão, são os “mitos da busca por emprego”. Convenhamos, as pessoas têm medo de procurar empregos, principalmente no meio de uma recessão. No entanto, os medos que as pessoas têm sobre essa busca costumam ser bem infundadas. Nós conversamos recentemente com Cheryl Bakke Martin, presidente da Inspirations Unlimited, uma empresa situada em Calgary, Canadá, que realiza orientação de transição de carreira (outplacement) e coaching. Cheryl acabou de finalizar um programa de orientação de outplacement para os empregados da Flextronics, uma fabricante internacional de eletrônicos. Ela ficou muito impressionada com a empresa por causa do seu compromisso em ajudar os funcionários através do processo de transição de carreira. Ela disse: “A Flextronics realmente tinha o bem-estar das pessoas como prioridade principal.”

A Flextronics está no processo de encerrar as atividades das suas instalações em Calgary, a qual tinha 370 empregados. Cheryl nos disse que “as pessoas costumam criar os seus próprios obstáculos ao buscar por empregos satisfatórios, e o meu trabalho é mudar a energia das pessoas, do desespero para a esperança e otimismo”. Ela diz que a chave é perceber no que eles são bons e o que gostam de fazer.

O primeiro mito que os consultores de carreira precisam desfazer é a visão estreita do que as pessoas são capazes de fazer. Cheryl diz aos funcionários da Flextronics a não se definirem através de coisas que fizeram no passado, ou a pensarem que determinada função foi o que sempre fizeram, e assim sempre farão. Seu objetivo era mudar a tendência das pessoas de olhar para trás e evitar a mudança, para observar novas oportunidades. Em seus workshops animados de autoavaliação, ela disse a eles que esta é uma boa oportunidade para se perguntarem “Onde estou, onde quero estar, o que nunca tive a oportunidade de tentar e o que posso fazer para que isso aconteça agora

“Uma das maiores ferramentas que encontrei para abrir os olhos das pessoas foi o Relatório de Carreira do MBTI®; ele criou uma nova consciência acerca do que eles realmente gostam de fazer e em quais ambientes gostariam de prosperar.”

Cheryl Bakke Martin
Presidente da Inspirations Unlimited

Cheryl acredita que o componente “autoavaliação” da orientação de outplacement é a coisa mais importante que as companhias podem fazer pelo seu pessoal. Ela diz: “Uma das maiores ferramentas que encontrei para abrir os olhos das pessoas foi o Relatório de Carreira do MBTI®; ele criou uma nova consciência acerca do que eles realmente gostam de fazer e em quais ambientes gostariam de prosperar. Isso ajuda as pessoas a compreenderem o ‘o melhor trabalho’ significa para eles, e que eles não deveriam procurar por qualquer emprego. Isso ajuda a direcioná-los na sua busca.”

Cheryl diz ter visto uma mudança significativa no nivel de energia na Flextronics após o estágio de autoavaliação no seu programa de transição. As pessoas se sentiram energizadas com as novas possibilidades. Eles comparavam os resultados do MBTI® no refeitório, falando sobre empregos que gostariam de perseguir e os lugares onde gostariam de trabalhar.

O segundo mito que os consultores enfrentam é criado pela mídia e perpetuado pelos grupos de pares das pessoas. Cheryl insiste para que seus não acreditem em tudo o que eles ouvem. As notícias diárias sobre a recessão e demissões não significam que há uma falta de empregos; a questão é saber onde procurar.

Cheryl ensinou aos empregados da Flextronics como abordar o mercado de trabalho e como descobrir as oportunidades que não são divulgadas. Isso se baseia em usar o networking existente e buscar novas conexões.

O último mito a ser desfeito é o de que a orientação de carreira lida apenas com ensinar habilidades como escrita sucinta, técnicas de entrevista e como encontrar oportunidades de emprego. Um dos aspectos mais importantes da orientação de carreira é o incentivo e o apoio oferecidos. “A orientação de carreira requer um pouco de carinho e incentivo”, diz Cheryl, “e uma parte importante disso é dar às pessoas a confiança que necessitam.”

Ferramentas como o Relatório de Carreira do MBTI® ajudam a identificar as preferências deles, sugerindo possíveis empregos a serem buscados. Dependendo do cliente, Cheryl usa dois, três ou até mesmo quatro recursos para identificar padrões que são apresentados através deles. As pessoas precisam de confiança para seguir na direção correta, e a confiança traz consigo esperança e otimismo.

Fonte: https://www.cpp.com/pdfs/CS_Flextronics.pdf

Traduzido e revisado por Fellipelli Consultoria Organizacional.

Além de ser representante exclusiva no Brasil de empresas como The Myers-Briggs Company, MHS, Center for Creative Leadership (CCL), NeuroLeadership Institute, Birkman, Kilmann, TMS e Adam Milo, e de desenvolver seus próprios instrumentos e soluções, a FELLIPELLI forma e qualifica profissionais mais competentes e engajados, aptos a identificar e atender às novas demandas do mercado atual.Fale com nossos especialistas e conheça nossos cursos/assessments exclusivos.

Tema: MBTI®

Subtema: Do desespero ao otimismo mostrando as reais competências das pessoas.

Objetivo: Transição de Carreira, Autodesenvolvimento, Autoconhecimento, Cultura Organizacional.

Este conteúdo é de propriedade da Fellipelli Consultoria Organizacional. Sua reprodução; a criação e reprodução de obras derivadas – a transformação e a adequação da obra original a um novo contexto de uso; a distribuição de cópias ou gravações da obra, na íntegra ou derivada -, sendo sempre obrigatória a menção ao seu autor/criador original.

Leia também

SOUTHWEST AIRLINES E O INSTRUMENTO MBTI®: CRIANDO UMA CULTURA CORPORATIVA QUE SE ELEVA

Clique aqui

Reader Interactions

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.