MBTI®– Qual é o seu real Tipo Psicológico?6 min de leitura

Uma interpretação que exige profissionalismo e relacionamento

profissionalismo e relacionamento

[member_first_name]

, é tão fácil encontrar uma pseudoavaliação do MBTI® na internet. Você pode clicar em um teste rápido, obter seu resultado e pensar: “Uau, acho que esta pessoa sou eu!”. Algumas semanas depois, novamente você se depara com outro teste rápido e decide fazê-lo mais uma vez. Talvez obtenha uma resposta diferente, mas a descrição ainda tem muito a ver com você. Aí, você começa a se perguntar se Myers-Briggs Type Indicator® é mesmo tudo isso o que dizem, e se é, por que seus resultados foram diferentes?

Essa é uma das razões pelas quais o teste oficial do MBTI® foi criticado por quem realmente não entende como o Myers-Briggs Type Indicator® deve funcionar e não sabe que a ferramenta evoluiu para o Step II. Eles analisam os pequenos testes com resultados genéricos e rasos e dizem que a ferramenta é simples demais e não confiável. Mas para quem conhece ou tem interesse em conhecê-la, se mergulhar na teoria que há por trás e, especialmente, nas funções cognitivas, começará a perceber o quão aplicável e útil o MBTI® pode ser como uma ferramenta para entender a si mesmo e as outras pessoas.

Um dos princípios da sua teoria é que as pessoas só têm um tipo e permanecem consistentes por toda a vida. Você cresce e se desenvolve dentro do seu tipo, e não muda de um INFP para um ENFJ para um ISTP ou qualquer outra combinação de letras. Então, como você pode encontrar o seu verdadeiro tipo com tantos resultados conflitantes?

Se você não puder ter a oportunidade de participar do MBTI®, por meio de um representante oficial, como a Fellipelli Consultoria Organizacional, que é a única no Brasil, existem alguns substitutos “decentes” na internet. O meu favorito é, de longe, o teste Genius Style do Personality Hacker.* Eles pedem um endereço de e-mail, mas é grátis. O teste junguiano da Similar Mind é outro que recomendei (nota: alterações recentes nas perguntas do teste podem atrapalhar os resultados). Algumas pessoas realmente gostam do teste do 16Personalities, mas não é o meu favorito. Todos eles fornecem uma série de perguntas projetadas para aprender quais funções cognitivas você usa e, em seguida, fornecem um resultado de teste de quatro letras.

Eu recomendaria começar com o teste do Personality Hacker e depois fazer um dos outros dois testes para comparar os resultados. Tente não ler os resultados completos de um teste antes de fazer o outro – considere cada um deles como imparcial. Se ambos lhe derem o mesmo resultado, isso é uma boa indicação de que você encontrou seu tipo de personalidade. Se eles forem diferentes, é hora de começar a ler.

comparar resultados

Compare os resultados

Agora que você tem um ou mais resultados de quatro letras, leia algumas descrições do seu tipo de personalidade. Se você preferir livros físicos, o Gifts Differing, de Isabel Briggs Meyers, é um bom lugar para começar. Online, seus resultados de teste devem incluir boas descrições. Personality Junkie é outro bom espaço para ler descrições de todos os 16 tipos.

MAS, SE CHEGOU ATÉ AQUI, É PORQUE JÁ ESTÁ NA REDE FELLIPELLI, ONDE ENCONTRARÁ UMA VASTA SELEÇÃO DE CONTEÚDOS SOBRE MBTI® SELECIONADOS ESPECIALMENTE PARA PESSOAS COMO VOCÊ, INTERESSADA E EM BUSCA DE INFORMAÇÕES VALIDADAS POR QUEM REALMENTE ENTENDE E ASSINA SEU NOME.

Leia as descrições para cada um dos resultados do seu tipo. Mesmo que você tenha apenas um resultado, existem alguns outros que possa usar com funções cognitivas similares. Veja algumas diretrizes para as quais outros tipos devem ser pesquisados com base nos resultados de seus testes.

Se der como resultado que você é…

  • Introvertido, leia sobre o tipo oposto ao seu na escala J–P. A preferência J–P descreve como interagimos com o mundo exterior através de nossa função Extrovertida, de modo que um tipo I–J, na verdade, leva a um processo de Percepção e um tipo de I–P leva a um processo de Julgamento. Isso pode afetar os resultados do teste.
  • E–J, dê uma olhada no tipo oposto ao seu na escala S–N. Os testes descobriram que você lidera com um processo de decisão/Julgamento Extrovertido, mas pode não ter encontrado com precisão seu processo secundário Introvertido.
  • E–P, veja no tipo oposto ao seu na escala F–T. Os testes mostram que você lidera com um processo de Percepção/Aprendizado Extrovertido, mas pode não ter encontrado com precisão seu processo secundário Introvertido.
  • –SFJ ou –NFJ, leia os resultados de ENFJ, INFJ, ISFJ e ESFJ. Todos esses tipos usam o sentimento Extrovertido, e muitas vezes podem ser confundidos entre si. Os ESFJs e ENFJs tímidos podem ser mal interpretados como Introvertidos, e ISFJs e INFJs descontraídos podem ser mal interpretados como Extrovertidos.
  • –NT, leia o tipo oposto ao seu na preferência E/I. Os tipos ENTs, especialmente os ENTJs, estão entre os mais “Extrovertidos-Introvertidos” e podem ser mal interpretados.

Pense sobre estresse

A maioria dos testes analisa suas funções primárias e secundárias – os processos de condução e codirecionamento que levam à nossa personalidade. Isso faz sentido, já que outras funções são bem menos desenvolvidas e nós não as usamos tanto, a menos que estejamos estressados. No entanto, quando tentamos descobrir nosso verdadeiro tipo, a forma como reagimos sob estresse é uma boa indicação de qual melhor nos corresponde.

  • Se seu resultado for um tipo E–FJ ou I–FP, procure ler a respeito de Pensamento inferior.
  • Se seu resultado for um tipo E–TJ ou I–TP, procure ler a respeito de Sentimento inferior.
  • Se seu resultado for um tipo EN–P ou IN–J, procure ler a respeito de Sensação inferior.
  • Se seu resultado for um tipo ES–P ou IS–J, procure ler a respeito de Intuição inferior.

BOAS DESCRIÇÕES DE TIPOS TAMBÉM FALAM SOBRE A FUNÇÃO INFERIOR. POR ISSO, É SEMPRE RECOMENDADO QUE SE BUSQUE FAZER O TESTE COM UM REPRESENTANTE OFICIAL, NO BRASIL, NO CASO, NA FELLIPELLI CONSULTORIA ORGANIZACIONAL, CONFORME JÁ DITO. CASO NÃO POSSA, APROFUNDE-SE COM A LEITURA DOS CONTEÚDOS NA REDE FELLIPELLI.

keep in mind

Tenha em mente…

Nenhum resultado de teste de personalidade será 100% preciso. Você está procurando o que combina melhor com você. Encontrará elementos de outras descrições que soam como você, mas deve haver um que se encaixe melhor do que os outros. Preste muita atenção às descrições de como o seu tipo usa funções cognitivas. As descrições dos tipos INFJ e INFP, por exemplo, parecem semelhantes, mas lidam com processos mentais muito diferentes.

Boa sorte! E conte com a Rede Fellipelli nesta sua jornada de autoconhecimento!

Fonte-referência: https://marissabaker.wordpress.com/2015/11/02/finding–your–real–myers–briggs–type/

Traduzido, adaptado e revisado pela Fellipelli Consultoria Organizacional.


Veja também

Os Possíveis diagnósticos com o MBTI® e o Birkman®

Clique aqui

Reader Interactions

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.