Por que o MBTI é o principal assessment de autoconhecimento do mundo2 min de leitura

Quem olha para fora sonha, quem olha para dentro desperta. Carl Jung

Segundo o dicionário, autoconhecimento significa conhecimento de si próprio, das suas características, qualidades, imperfeições, sentimentos etc; que caracterizam o indivíduo por si próprio.

Como diz Carl Jung, o autoconhecimento nos permite despertar para nós mesmos, para nossos pontos positivos, mas também para nossas fragilidades – é como olhar para o espelho.

Entretanto, nem sempre isso é um processo prazeroso. Não é simples reconhecer os próprios pontos cegos, porém importante, pois no dia a dia esses “nós inconscientes” afetam negativamente nossas escolhas e atividades.

Trazer à tona o que não temos desenvolvido permite criar estratégias para minimizar prejuízos. Ninguém é bom em tudo, mas é importante tomar consciência das limitações. O autoconhecimento dá autonomia para você fazer escolhas mais acertadas.

 

O MBTI como ferramenta para o autoconhecimento

Intrigadas com as então recentes descobertas de Jung e observando as diferenças de comportamento entre pessoas próximas, Katharine Cook Briggs e sua filha Isabel Briggs Myers criaram o MBTI, que identifica preferências inatas .

Ao logo dos anos, o MBTI se tornou o assessment de autoconhecimento mais utilizado em todo mundo, com mais de 2 milhões de resultados entregues todo ano. Confira alguns depoimentos em nossas páginas do Youtube sobre o choque de autoconhecimento que é se reconhecer em um tipo psicológico.

 

Nada melhor do que se encontrar em uma descrição de personalidade.

1

E encontrar a definição de quem você é.

2

Descobrir que existem mais pessoas como você dá uma sensação de pertencimento a um grupo.

3

Além de esclarecer dúvidas.

4

O MBTI também é ótimo para promover mais tolerância em relacionamentos. Já abordamos esse tema aqui em nosso blog, no texto O MBTI® Como Ferramenta Para Aproximação de Casais.

5

Existe muita descrença sobre a imersão em autoconhecimento que o MBTI proporciona, mas contra resultados não há argumentos.

6

Um INTJ querendo interagir e outro mais realista alertando sobre os possíveis problemas envolvidos – como dissemos acima, identificar os pontos de melhoria é fator crucial para o desenvolvimento.

7

O Thiago defende que INTJ´s podem ser bons líderes. Nós acreditamos que cada tipo psicológico do MBTI tem seu estilo de liderança. Confira no texto Os tipos de liderança, de acordo com o MBTI.

8

O Marcos já pensou nos pontos que pode desenvolver com os insights do vídeo.

11

E o Leandro se encontrou 100% no tipo psicológico INTJ.  Vale lembrar que somente o respondente pode validar o próprio tipo psicológico.

12

Agradecemos por todos os comentários e para quem quiser receber conteúdos exclusivos sobre autoconhecimento, é só se inscrever no canal da Fellipelli Consultoria no Youtube ou participar de nossa Qualificação Integrada MBTI STEP I e II.

Reader Interactions

Comentários

    • Gisele Saad diz

      Olá Letícia! Muito obrigada pelo seu contato e interesse.

      Quando estamos falando do instrumento MBTI oficial, comprovado cientificamente e estatisticamente, testado em mais de 2 milhões de pessoas pelo mundo, esta 5ª letra não tem fundamento científico. Ou seja, somente alguns testes que vemos por aí, piratas, fazem uso dela ou de alguma outra variável, para se diferenciar do original.

      Autoconhecimento é coisa séria e é muito bom quando temos uma oportunidade de conscientizar as pessoas para os riscos que corremos.

      Abraço,
      Equipe Fellipelli

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.