A importância do equilíbrio emocional para a performance na cozinha do Master Chef.2 min de leitura

Durante o primeiro episódio do Master Chef – Profissionais; acompanhamos uma prova de eliminação de alta tensão, na qual Izadora Dantas cedeu à pressão e acabou eliminada. O mais curioso foi que suas habilidades técnicas como cozinheira não foram questionadas e sim sua capacidade emocional frente a uma situação de estresse. Esse foi um grande exemplo de como a consciência emocional mal desenvolvida pode ser prejudicial a um indivíduo no ambiente de trabalho.

Analisando o caso, Adriana Fellipelli, consultora de desenvolvimento humano e CEO da Fellipelli Consultoria, chegou a um diagnóstico. Provavelmente, Isadora tem uma tolerância ao estresse baixa e flexibilidade igualmente baixa. Essa combinação foi letal, pois quando seu companheiro de cozinha interferiu em seu planejamento, sua flexibilidade baixa evidenciou sua indisposição para lidar com aquela mudança de planos e a tolerância ao estresse baixa fez com que a competidora desabasse em lágrimas e se perdesse completamente na prova. Essas variáveis podem ser medidas pela ferramenta de assessment de inteligência emocional EQI® 2.0.

“Quando nos rendemos aos nossos próprios sentimentos negativos, ativamos o sistema límbico do nosso cérebro, uma área primitiva, responsável pelos sentimentos e pelo nosso instinto de sobrevivência – ficamos na defensiva. Quando estamos límbicos, não conseguimos ativar o córtex pré-frontal, responsável pelo pensamento lógico, logo, perdemos o rumo”, afirma Adriana Fellipelli.

A consciência de todos esses fatores e o gerenciamento das próprias emoções faria com que Izadora não perdesse o foco e conseguisse administrar o estresse para concluir a prova com maestria. Entretanto, como vimos, a falta de consciência sobre as próprias emoções acabou por eliminar a participante da competição.

Esse comportamento pode ser observado diariamente no ambiente de trabalho, em relacionamentos amorosos, relacionamento entre pais e filhos, entre amigos, etc. É muito comum a falta consciência emocional ter impacto em nossas relações interpessoais e, quando adquirimos essa habilidade, fortalecemos os relacionamentos em todas as áreas de nossas vidas.

O que falta é somente uma dose de consciência emocional, uma alta dose de conhecimento sobre si mesmo.

Reader Interactions

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.