MBTI® Step II™ para o desenvolvimento da liderança e gestão de mudança6 min de leitura

Caso DVLA

A Driver and Vehicle Licensing Agency (em tradução livre Agência de Licenciamento de Motoristas e Veículos – DVLA) é uma agência executiva do Departamento de Transportes do Reino Unido (DFT). Seu propósito principal é garantir a segurança das estradas e a aplicação das leis, mantendo registos dos motoristas e dos veículos, além de coletar impostos veiculares.

Histórico do projeto

Sob a bandeira de uma grande iniciativa de mudança em toda a empresa, a Organisational Change Programme (OCP) ou Programa de Mudança Organizacional, a DVLA teve a missão de acelerar a qualidade e a gama de serviços oferecidos.

A DVLA reconheceu que tanto a excelência em liderança quanto o design organizacional simplificado são chave para uma execução bem-sucedida. Na OCP, o papel dos líderes foi redefinido para “liderar e desenvolver pessoas para entregar nossas soluções de negócio”, resultando em uma grande mudança na forma que a DVLA esperava que seus líderes se comportassem, e como isso media seu sucesso. Isso, combinado com o fato de que havia um grande número de novos gestores responsáveis por posições com pouca experiência, significava que a DVLA precisava investir em um programa de desenvolvimento para eles, tanto profissional como pessoal.

interagir com pessoas

Adrian Thomas, gestor de estratégia de desenvolvimento e aprendizado e comunicações, afirma: “QUERÍAMOS QUE OS LÍDERES OBSERVASSEM QUE GERENCIAR PESSOAS NÃO É APENAS UM PROCESSO DE CHECAGEM DE HABILIDADES. AS PESSOAS PRECISAM SABER QUE ISSO VAI ALÉM DO QUE É NECESSÁRIO PARA SE APRIMORAR, PARA QUE SE POSSA INTERAGIR MAIS COM OS OUTROS’. NOSSO OBJETIVO É AMADURECER LÍDERES NESTA EMPRESA, PARA QUE POSSAM SER MOTIVADORES NESTE PROCESSO DE MUDANÇA.”.

A solução

A parceira selecionada para o programa – OPP (faz parte da CPP e uma das maiores fornecedoras de psicologia empresarial da Europa.), conforme Adrian explica, foi a primeira opção. Adrian já havia trabalhado com eles em um projeto de coaching e já conhecia sua habilidade.

NÃO QUERÍAMOS MODELOS E COMPONENTES PRESCRITIVOS. QUERÍAMOS UM PROGRAMA QUE IA ALÉM DA SUPERFÍCIE DO COMPORTAMENTO PARA AJUDAR PESSOAS A VEREM QUE O PRIMEIRO PASSO PARA SER UM LÍDER É BASEADO NO INSIGHT PESSOAL. USAMOS A FRASE ‘SÓ DEPENDE DE VOCÊ’ PARA TRANSMITIR ESSA MENSAGEM, QUE RESSOOU BEM ENTRE OS JOVENS GESTORES.”

Alison Jorgensen, diretor da equipe de L&D, que gerenciou a implementação do programa, afirma: “O processo em si teve um grande destaque. A credibilidade e integridade da organização era claríssima, mas além disso, a flexibilidade e credibilidade das pessoas que conhecemos na OPP era impressionante. Elas eram muito inovadoras e extremamente flexíveis em relação à forma com a qual trabalhamos juntos. Os consultores nos deram muitas ideias, e compreenderam nosso negócio e nossos desafios.”

Foi um trabalho em parceria com o grupo de aprendizado e desenvolvimento da DVLA para criar programas baseados no MBTI® que delegavam maior consciência sobre eles mesmos e os outros, como base para desenvolvimento de habilidades de lideranças. O programa foi chamado de “Desenvolvimento para gestores”. “O tema foi cuidadosamente escolhido como uma metáfora para a importância de se chegar à mesma frequência dos outros”, afirma Adrian. “Isso nos deu um gancho para realizar o marketing do programa e uma nova forma de ganhar aceitação em toda a empresa”.

Como parte da OCP, a DVLA realizou uma auditoria de talentos envolvendo uma avaliação de meio dia para cada gestor. Cada participante recebeu feedback sobre seu desenvolvimento, em relação aos valores principais da empresa. O mais importante, este assessment identificou temas de desenvolvimento comuns, e foi importante que estes estavam de acordo com os módulos do programa: aumentar a consciência, gerir relacionamentos, desencadear o potencial, gerir conflitos e ser catalisador da mudança.

Todos os participantes completaram o primeiro módulo, e identificaram e perseguiram suas jornadas de desenvolvimento, escolhendo os módulos disponíveis que melhor se encaixavam em suas experiências individuais e necessidades de desenvolvimento. O MBTI®, um instrumento poderoso para aumentar a autoconsciência, destacou todos os módulos, oferecendo uma estrutura para a compreensão e valorização das diferenças. O programa também incluiu estudos de caso e sessões de prática com questões atuais.

 

Resultados

Desde seu lançamento em 2007, o evento vem sendo conduzido como parte do currículo da gestão de desenvolvimento, e Alison e seus colegas já fizeram apresentações, mostraram depoimentos e pôsteres para estimular a presença voluntária.

Como afirma Alison, “A reação tem sido ótima. É um dos cursos mais populares. Já tivemos muita divulgação no boca a boca, com a descoberta dos nossos trabalhadores noturnos desejando participar também. A OPP foi bem flexível ao nos auxiliar a criar esta opção. O feedback na diretoria tem sido muito bom, com cerca de 90% de engajamento por parte dos participantes.”

Até o momento, 1.500 gestores participaram do programa, e a DVLA e a OPP continuam a trabalhar em conjunto para ajustar e aprimorar o programa à luz do feedback dos seus participantes.

Diferente de tudo o que a DVLA já fez até agora, o programa tem uma ênfase no indivíduo, um foco nas necessidades de desenvolvimento da pessoa, e uma abordagem criada para a cultura da empresa. Os participantes se sentem muito bem com o autoconhecimento adquirido, como catalisador deste desenvolvimento. Esta compreensão mais profunda do seu impacto nos outros maximiza a propensão de se chegar a uma mudança duradoura e de que a organização poderá alcançar uma melhoria contínua no seu desempenho.

“É muito cedo para conseguir mensurar o impacto dos negócios em números. Mas nós sabemos que o programa é o ponto de virada para as pessoas, com a mensagem de que, mesmo que você seja um especialista, você depende dos outros para atingir resultados nos negócios. Então, isso faz uma grande diferença para a sua eficácia, mesmo que você tenha compreendido a si mesmo e possa adaptar a forma que você trabalha com os outros para extrair o melhor deles”, afirma Adrian.

pessoas focadas

 É DEIXAR AS PESSOAS MAIS SEDENTAS POR MAIS, ESTIMULAR O APETITE PARA DESENVOLVER E FOCAR NO POTENCIAL”.

 

Fonte referência: https://www.opp.com/en/About-OPP/Case-studies/DVLA

Traduzido e revisado pela Fellipelli Consultoria Organizacional.

 

Tema principal: STEP II – A evolução do MBTI.

Subtemas: Proposta de mudança na gestão organizacional e melhoria na qualidade dos serviços oferecidos.

Objetivo: Autoconhecimento, desenvolvimento organizacional, desenvolvimento de liderança.

 


Veja também

MBTI® Step II – Por que pensei ser uma complementação perfeita | Assuntos de Personalidade

Clique aqui

Reader Interactions

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.